Baixe o Estudo Completo

Publicado em 12/07/2021

O Head Comercial da Webmotors, Alexsandro Claudino debate com Fábio Rabelo (Volkswagen) e Luana Gallizzi (AlmapBBDO) novas soluções de digitalização da indústria automotiva

O Brasil frequenta as primeiras posições em listas de maior número de smartphones ativos. Também tem lugar cativo no índice de usuários que mais usam as redes sociais. É claro que um consumidor com essas características quer ficar conectado o tempo todo, até mesmo no carro.

Desta forma, não causa espanto o fato de que a central multimídia é o segundo equipamento mais importante em um automóvel para o brasileiro. Segundo pesquisa Webmotors AutoInsights, 48% dos usuários dizem que esse item é essencial na compra do próximo carro. Somente o ar-condicionado tem maior prioridade, com 60% das menções.

Ligadas nessa tendência, as montadoras brasileiras passaram a investir cada vez mais em soluções de conectividade. De acordo com Fábio Rabelo, head de digitalização da Volkswagen para a América Latina, o Brasil já pode ser considerado referência neste tipo de segmento.

O especialista que liderou o desenvolvimento do VW Play, sistema desenvolvido na indústria nacional e que vai ser exportado para 70 países, participou da mais nova rodada do MotorTalks, espaço idealizado pela Webmotors para debater ideias sobre o mercado automotivo.

SOB MEDIDA

Rabelo acredita que a aceitação da VW Play em outros mercados é a capacidade de customização do sistema. “Eu brinco que é uma experiência igual a quando você vai comprar roupa. Você pode comprar um tamanho 42 que serve para todo mundo, seja um cara mais alto ou mais magro, ou você pode comprar algo sob medida, feito para aquela pessoa”, comparou.

O sistema é uma evolução do Meu Volkswagen, um hub de oito serviços que visam simplificar a vida do usuário. Na prática, consiste em uma central multimídia de 10,1 polegadas, compatível com sistemas Android Auto e Apple CarPlay, mas que oferece como diferencial uma loja de aplicativos desenvolvidos especialmente para o consumidor da Volkswagen.

Aliás, um dos desafios do VW Play é esclarecer suas vantagens de uso perante as tecnologias já consolidadas e desenvolvidas por empresas do ramo de conectividade, casos de Google e Apple.

“O nosso sistema não é para concorrer, não foi feito para ser conflitante. O consumidor pode simplesmente querer usar as tecnologias de pareamento, mas se ele quiser uma experiência mais personalizada, eu tenho uma loja com aplicativos que vão facilitar a vida dele”, explicou Rabelo.

Atualmente, há 10 apps disponíveis. Existem serviços para pagamento de pedágio, estacionamento, além de reserva em restaurantes e áudio-livros. “Eu poderia até colocar 100 aplicativos no nosso sistema, mas essa não é a proposta. Eu preciso de poucos e bons. Tenho que entregar o que cliente precisa, o que vai fazer diferença na jornada dele”, completou o especialista em digitalização.

COMUNICAÇÃO CLARA

Mas como essas novidades chegam ao consumidor em um mundo cada vez mais permeado por informações sobre tudo e a toda hora? Para saber as estratégias de marketing e publicidade da Volkswagen, o MotorTalks também recebeu Luana Gallizzi, diretora de mídia da AlmapBBDO, que atende a conta da montadora.

“A conectividade é uma verdade das pessoas. Não é que elas estão sentadas esperando novas soluções. Na verdade, elas puxam a gente porque elas querem mais coisas”, esclareceu a publicitária. “O grande desafio é que temos um mercado onde se fala muito sobre isso. Mas temos a oportunidade de mostrar como a Volkswagen tem um serviço de excelência, inovador e de tecnologia brasileira. Isso é supervalioso para nós”, adicionou.

Além de demonstrar as vantagens de ter uma central multimídia avançada diante de um segmento em que vários concorrentes também investem em novas soluções, outro desafio de mídia é convencer o cliente a investir no VW Play, uma vez que o equipamento é vendido como item opcional.

“O que a gente faz é explorar o momento das pessoas. Sabemos que elas estão conectadas, mas entendemos que temos que traduzir isso para a necessidade delas. Precisamos mostrar como essa pessoa pode usar isso na vida dela. Então, a gente detalha alguns serviços práticos e, de uma forma didática, vamos embarcando as pessoas nessa compreensão”, esclareceu Luana.


Assine a
newsletter

Receba gratuitamente em seu e-mail tendências, pesquisas e artigos sobre mercado automotivo e marketing.